24 de jun de 2009

Infinito decomposto


Uma estrela no céu é só uma estrela

Uma estrela em uma constelação no céu é só uma estrela


Deserto é areia

Um grão de areia do deserto é só um grão de areia.


Carne e pele são só desejos

Um corpo é carne e pele


Sede e Frio são só clamores

Alma é clamor


Vazio e Plenitude são só saudades

Espírito é saudade


Corpo, Alma e Espírito são só Alguém.

Desejos, Clamores e Saudades são só Alguém

Carne e pele, sede e frio, vazio e plenitude são só alguém.


Deserto não é só areia.

Céu não é só estrela


Um corpo não é só desejo.

Alma não é só clamores.

Espírito não é só saudade


E Alguém estranho é só ninguém.


-Fabiane Ponte-

10 comentários:

T@CITO/XANADU disse...

Carne, pele, ou corpo ardente,
Não te quero estrêla hoje...
Amanhã poderá estar cadente.

Parabéns, belo poma.
Tácito

Fernando Rozano disse...

muito denso e de grande reflexão. poema rico e belo. sensível, como és. beijo.

Estava Perdida no Mar disse...

Às vezes, alguém estranho é muito mais do que um ninguém. Pode ser q seja o nosso alguém

Sonia Schmorantz disse...

Muito bom este jogo de palavras, fez belo poema.
beijo

Anne Scandell fadacom disse...

Falar da alma,carne, sentidos é muito profundo e demosntra o clamor que há em nós. Adorei o texto.
Lembre-se que a dúvida é uma oportunidade que a vida nos deu para conseguirmos olhar mais adiante por todos os ângulos. Não se desespere,e nem fique paralisada, porque as vezes seguir o caminho errado e ter que começar tudo de novo é necessário para nos tornarmos um ser humano melhor, experiênte e sábio, pois dizem que a sabedoria esta em vivermos a cada dia sem nunca dá um passo para trás, e sim caminhar para frente em busca de um caminho certo...
Bjão encantado de uma fadinha que adora voar por aqui

Bill Falcão disse...

Voando cada vez mais alto, hein, AnaLua?
Bjoooooooo!!!!!!!!

Janaina disse...

Putz. Profundo, denso, e faz pensar. Faz pensar muito.
Beijos!

Eliana / Lu Maria disse...

Olhando o teu perfil completo e vendo a preferência por Cecília e Florbela, percebi o pq da profundidade dos teus posts. O indizível aqui exposto...

Axé!
LU MARIA

Andre Pereira Rio disse...

Dia a dia...pensamento
nos mostra o que vem
espelhos, conversas, vontades

Magico sempre magico e gostoso,
a ferro e fogo fala sempre com a gente... solidão, solidão eterna não é ilusão !!

É sempre bom voltar aqui !! Uau !!

Sérgio Salles disse...

Parabéns! Seus poemas são lindos! Que pena que parou de postar...
Não faz isso não, nosso trabalho como Blogger é mais que um ideal, ou uma escolha, existem sim, quem nos enxerga! E quem precisa nos ouvir!
Abraços,

Sérgio Salles.

http://odocedamarivalda.blogspot.com