27 de nov de 2007

Ártemis


Independo!
Não necessito que me tragas nada
Apenas venha
Pois eu não vou!

Habito a floresta escura
Meus companheiros são lobos selvagens
Não me apetece tua cama macia
Deita-te comigo na relva molhada.
E não me tragas nada

Com meu arco e flecha
Eu mesma miro o alvo dos meus sonhos
Sou a deusa da lua crescente
Guerreira, valente e intrépida

Não necessito de teus cuidados
nem dos teus mimos
Quero ao meu lado um valente guerreiro
E que saiba vir na lua certa
E na lua certa saiba ir...


Não sou bicho doméstico
Não percas tempo ao tentar me domar
Sou selvagem
Da mata
Ando descalça
Meus pés tocam o solo sagrado
E da Mãe Terra sou nutrida de tudo que necessito

Não me tragas nada.
Apenas venha,
Pois eu não vou!

-Fabiane Ponte-

15 comentários:

Giovana disse...

Eu queria "independer" também, sabe...
Queria muito!!
:-(
Bjo amore!!!!

Aline Gallina disse...

Muito bom!

Aliás, essa idéia de inspirar-se pela imagem é muito gostoso de fazer!

Gosto também do oposto... escrever e criar algo a partir do texto.

Experimente! É bem gostoso!

Vale tudo... objetos, desenhos, riscos, criar espaços!

Beijos!

Ana D disse...

Acho interessantíssimo e muito original esta mistura de mitologia com poesia...

Bill disse...

Mitos...Poesias...Determinação...
Post iluminado, Fabi!
Grande bjoooooooooooo!!!!!!

Mónica Pestana disse...

Olá Fabiane,

sou sim da ilha da Madeira. Seu avô é natural de cá?

Voçê tem um blog lindo...bonitas fotos...gosto imenso desta última! ;)

Voltarei...

Obrigada pelo comentário. ;)

jnlucena@ibest.com.br disse...

Adorei.
Belas imagens e poemas excelentes.
Passaráa fazer parte dos emus prediletos.
Paranens.

Um abraço respeitoso

28.11.07

CresceNet disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
SAM disse...

Lindo, Fabiane! Que a magia da lua favoreça suas inspirações e que as aguas límpidas em que Artemis se banhava, seja fonte eterna da sua sensibilidade poética.

Beijos!

Mónica Pestana disse...

Olá Fabiane,

fiquei curiosa quando me disse que seu bisavô é natural de cá. Será que podia dizer-me como é que ele se chama? Isto é uma pequena ilha...pode ser que os meus pais conhecam pelo nome...

Beijinhos ;)

Mónica Pestana disse...

Ola Fabiane,

está tudo bem?

Falei com os meus pais...e não conhecem pelo nome o seu bisavô. Seria engraçado se conhecessem! (eheh)

Aproveito para desejar-lhe um óptimo fim-de-semana! ;)

Espero por novas postagens...;)

Oliver Pickwick disse...

"...Habito a floresta escura
Meus companheiros são lobos selvagens..."

Humm... uma garota féerica, interessante! Acaso a sua escrita virá da sua condição de encantamento? Fiquei curioso!

Gostei muito da sua página, a composição entre mito, magia e romance é muito interessante.
Voltarei!
Tenha a melhor das semanas!

"Fly me to the moon..."

* hemisfério norte disse...

adorei.
gosto tanto quando as palavras me tocam assim.
bjs grandes (ENORMES) :)

boa semana

a.

Carole Colore! disse...

Adorei!

Ártemis, minha favorita...

Beijo grande, caçadora!

Carole.

pêsnavida disse...

Sou fã incondicional da alma feminina...eterno apaixonado... és polo és norte do homem...dá sentido...inspiração...vida em fá maior!!! Os lobos uivam por estar ao seu lado... Também somente posso uivar ao ler ao encontrar essa DEusa em seu habitat natural!!!! Aáuuuuuuúuuuuu!!!!!

Bruxa Honda disse...

Que poema magnífico!!! Parabéns por tamanha inspiração!!!