27 de set de 2008

De Vagar


O tempo
Caprichosamente
revela-se a mim
segundos plenos de eternidade
O tempo da fragrância
O olhar de relance
A vida
Teimosamente
revela-se a mim
Plenitude para espaços vazios
Intensidade para águas rasas
Eu
Resignadamente
acolho
Viver
o brevemente
Desejar
o eternamente
-Fabiane Ponte-