15 de jan de 2008

Afrodite acorrentada

Adônis meu,

Queria não ser só tua amante,

mas também tua mãe, amiga e irmã.

Queria ter o direito de viver contigo

não alguns episódios, mas toda uma história.

Queria não ter outros afetos,

e poder me dedicar egoistamente só a ti.




Queria ter asas, e não raízes.



-Fabiane Ponte-

2 de jan de 2008

Abandono



O meu amor
Deixei-o

Como deixa uma mãe desnaturada
o seu filhinho, embrulhado em panos
na porta de uma casa qualquer.


Deixei-o
E saí sem olhar prá trás
Deixando um pedaço sagrado de mim
E ainda cheia de leite prá alimentar
Indo contra a mais sagrada lei da natureza.


Deixei-o
Como quem se dessacraliza
Abrindo mão de seus sagrados deveres
Dos seus mais preciosos deleites
De todo o sentido da vida.


E sigo em frente
Com a cerviz dura
Com um coração agora tão frio
Com os peitos derramando leite
Com meus instintos amarrados
Com os ouvidos cerrados, indiferentes ao seu choro


Uma mulher destituída do seu sentido de viver.


-Fabiane Ponte-